BlogGerenciamento de Obras: Tudo que Você Precisa Saber Sobre a Sequência dos Serviços (aprenda hoje)

model-1251775_960_720

Você já teve dúvidas sobre qual serviço vem primeiro que qual durante uma obra?

Já pensou no tamanho do prejuízo que poderá ter se tiver que refazer ou desfazer alguma coisa, por simplesmente ter errado no planejamento da sequência dos serviços?

12503394_6044382805469_944633295_n

Bom, hoje viemos aqui te ajudar a não passar mais por isso e ter a segurança que você precisa para tomar as decisões na obra.

 

“Um objetivo sem planejamento é apenas um sonho” Antoin e de Saint – Exupery

 

Se existe algum lugar no mundo em que deve-se EVITAR improvisos, este lugar é na OBRA. E evitar está em destaque pois sabemos que por mais que você se organize, os imprevistos vão aparecer, portanto, imagine se não houver um planejamento?

Sabe aquele castelinho de cartas que depende de todas as peças para funcionar? Obra é bem parecido. Uma parte mal realizada e o prejuízo vira uma bola de neve. E prejuízo em obra é $$$$$$$$$!

Ou seja, atenção nunca é demais.

Tudo está interligado!

Tudo está interligado!

sequência dos serviços em uma obra é uma das maiores dúvidas que os profissionais têm na hora de ir para o canteiro. Mas um detalhe que poucos percebem é que entender a ordem dos serviços na obra melhora inclusive a qualidade dos seus projetos!

Afinal, cada etapa depende de uma etapa anterior para ser realizada corretamente e quando isso é pensado desde o projeto, o desempenho da obra é excepcionalmente melhor!

Quer deixar de ter medo de gerenciar uma obra por não saber qual é a ordem correta dos serviços? Então continue lendo este artigo para saber mais sobre:

  • A importância dos projetos para o planejamento da obra
  • As melhores maneiras de se fazer um cronograma de obra
  • Porque o cronograma é uma das ferramentas mais importantes do planejamento
  • Qual seria uma ordem ideal para sequência dos serviços em uma obra?

O que acha de ler sobre tudo isso? Então não deixe de compartilhar com seus amigos para que cada vez mais pessoas percam o medo de tocar obras de forma profissional! É… esse mercado hoje tá na mão da informalidade… você vai ficar de fora?

Já parou pra pensar que para instalar aquele porcelanato lindo no piso, a regularização do contrapiso precisa estar no nível correto?

E que para estar no nível correto é necessário, antes disso, que a impermeabilização tenha sido feita? E que se tiver um ralo por perto o caimento precisa estar pro lado CERTO?

Já parou para pensar no seu prejuízo se, depois de ter instalado aquele mármore travertino caríssimo, tivesse que quebrar tudo e instalar de novo simplesmente porque esqueceu alguma das etapas anteriores?

Ou então instalou ele no momento errado da obra, o que acarretou em danos seríssimos para a peça….

boranaobra

Por exemplo, instalar piso antes do forro de gesso pode ser uma grande furada, sabia? Aqueles andaimes (ou cavaletes) que as equipes de forro usam para trabalhar podem danificar e muito o piso existente!

Ou você protege BEM (quando não tem outra saída, vamos supor que vá manter o piso existente no caso de uma reforma) ou então deixa para fazer a instalação depois e garante que um serviço não vai prejudicar o outro!

Bateu o desespero? Calma, vamos explicar aqui a ordem lógica para você não correr o risco de triplicar o preço da obra para seu cliente, ou pior ainda, ter que absorver isso tudo como prejuízo!

Fique por aí que no final desse artigo vamos te presentear com um documento que vai te ajudar a entender a sequência dos serviços numa obra!

De todo modo, a primeira coisa que você precisa ter em mente é que o início da obra vem muito antes da construção em si, antes inclusive de pisar no canteiro!

Um bom planejamento é a etapa primordial.

chess-433071_1920

Sabia que o Projeto de Arquitetura é UM DOS itens que fazem parte do planejamento?

Não… o projeto não é tudo! E não fique triste com isso! Vou te mostrar que além dele, existem itens importantíssimos no processo de planejamento de uma obra.

Bom, além do Projeto de Arquitetura você vai precisar dos Projetos Complementares! E quais projetos são esses? Projetos Estruturais, Projetos de Instalação Elétrica e Hidrossanitária, Projetos de Automação, Águas Pluviais, Paisagismo, Rede e Cabeamento.. e a lista é interminável.

Além de interminável, a lista varia de Obra para Obra… cada uma tem suas especificidades!

Você pode estar se perguntando: mas o que isso tem a ver com a ordem dos serviços de uma obra?

Bom, se você ainda não entendeu, pare agora e volte a ler tudo desde o início…. Brincadeira!

O que queremos te dizer aqui é que os projetos fazem parte da Ordem dos Serviços, pois como sempre falamos, não dá para desconectar Projeto de Obra e vice-versa.

architect-254579_1920

Ah, inclusive é super importante também que esses projetos estejam COMPATIBILIZADOS entre si! (negrito, sublinhado, caixa alta e itálico para dar uma super ênfase)

E para que eles estejam coerentes e compatíveis, eles precisam estar de acordo com a realidade, principalmente em casos de reforma em que é necessário estar de acordo com um espaço existente.

Se você ainda não leu o artigo que escrevemos que se chama Passo-a-Passo para um Projeto Mais Eficiente a partir de um Bom Levantamento”, dá uma olhada e aproveita para baixar o check-list que disponibilizamos lá!

checklist-1614702_1280

Mas antes disso, termina esse aqui que no final vamos te entregar um guia de ordem de serviços que pode te ajudar muito na hora de planejar sua obra!

Pronto, agora podemos começar a levantar os tijolos!!!

Só que não! Tijolo ainda não!

Chegou a hora de estudar os projetos (mesmo que o projeto seja seu, crie o hábito de, nesse momento, parar e analisar como se não fosse), liste os serviços a serem realizados, encontre os fornecedores e equipes certos para cada serviço, faça os orçamentos necessários e comece a compor um cronograma de obras!

No cronograma é que a ordem dos fatos aparece de forma clara e literal! É nesse documento que você vai pegar a lista de serviços que acontecerá na obra e vai dispô-los de forma lógica com prazos e datas para acontecerem! Vida real mesmo!

Planejamento é tudo!

Planejamento é tudo!

Em outras palavras, um bom cronograma de obras é o resultado de um planejamento bem feito descrito de maneira clara, com início, meio e fim!

Uma dica para cronograma é trabalhar com os prazos que são fornecidos pelas próprias equipes e pelos próprios fornecedores!

Além disso, recomendamos que se estipule margens de segurança (um tempinho a mais para cada item) para as intercorrências comuns durante a obra (atrasos, falta de funcionários, erros, imprevistos de obras…), ou seja, não trabalhe com o cronograma apertado!

É bem melhor entregar uma obra antecipada do que atrasada para seu cliente, vai por mim!

Ai sim, com todo o planejamento feito, é a hora de ir pro canteiro! Mas não, ainda não é hora de levantar os tijolos!

Chamamos o primeiro passo no canteiro de mobilização de obra! É nesse momento que você ajusta a logísticada obra, retira tudo o que não precisa ficar lá e insere tudo o que é importante.

12503474_6044383231469_1185353672_n

Se é uma obra em terreno novo esse é o momento de construção do barracão de obras (ou aluguel de contêiner, que é como temos feito ultimamente) e organização de toda a infraestrutura necessária para a obra!

Para começar por exemplo, você vai precisar de ligação de energia e água provisórias, pelo menos! Não se faz obra sem água e luz, viu?

Então atente-se para não descobrir que precisa disso só depois que começar.

Em reformas geralmente é mais simples e essa infra já existe… De todo modo, você tem que pensar na logística, escolher os locais de armazenamento de materiais, apoio de escritório, acessos, conversar com a vizinhança, síndico, porteiro, contêineres para entulho, etc.

Deu para perceber que para uma obra bem planejada é preciso controlar a ansiedade, né?

Infelizmente temos a cultura do “começa, faz e depois quebra se precisar”. Infelizmente é essa prática que faz a palavra “OBRA” ser associada à “DOR DE CABEÇA” e os profissionais que fazem obra ficam queimados no mercado com essa fama, por causa de alguns que começam de forma precipitada, sem se programar… e ai, a dor de cabeça é na certa!

bricks-558425_960_720

Por exemplo, começar as demolições em uma reforma é um momento que exige muita atenção! Primeiro porque, se é pra demolir, tem que demolir tudo de uma vez!

Com bastante cuidado para não demolir o que vai ser aproveitado ou atingir estruturas e instalações existentes e causar danos para a edificação, sério, MUITO cuidado com isso!

Você vai precisar de um projeto de demolições… se você não tiver ele até aqui, pare tudo e volte pro primeiro estágio!

O que muitas vezes acontece é o profissional começa a demolir uma parte, aí para, aí começa a fazer revestimentos, aí para, aí começa a fazer forro, aí descobre que tem mais um trecho de alvenaria a ser demolida… ufa… bem, não preciso nem continuar né!?

Deu pra perceber como é que isso não faz sentido do ponto de vista da logística? E é nesse aspecto que você precisa se ater para não ficar a todo tempo “apagando incêndio”. Resolver os problemas com antecedência é sempre a melhor opção, aliás isso é PLANEJAMENTO!

Nao e preciso ser vidente para prever os provaveis problemas de obra

Não é preciso ser vidente para prever os prováveis problemas de obra, basta pensar na logística!

 

A hora da compra dos materiais e contratação das equipes também é fundamental.

Alguns itens como revestimentos especiais, marcenaria e marmoraria precisam de um prazo maior para serem entregues. Cabe a você entender quais são esses prazos praticados na sua região e quais são as necessidades de cada fornecedor para então liberar as frentes de trabalho na hora certa.

Por exemplo, marcenaria! Além do prazo de entrega, que costuma ser mais extenso, você precisa liberar uma etapa conhecida como “medição”, que nada mais é do que a conferência das medidas reais no local e confrontá-las com o projeto executivo de marcenaria.

A intenção é que tudo seja fabricado sem erros, pois cada milímetro é importante!

A medição da marcenaria geralmente depende de grande parte dos itens de obra civil (construções, demolições e revestimentos) finalizada, pois é a partir desses serviços finalizados que podemos alcançar medidas reais ideais, e que os armários e bancadas entram em produção, minimizando assim os ajustes necessários na entrega e montagem dos mesmos.

Para isso, você precisa entender em qual momento a medição precisará ser feita e encaixar essa ordem dentro do seu cronograma para evitar retrabalhos e atrasos desnecessários.

reforms-653596_960_720

Existem também itens na obra que não podem ficar dando sopa no canteiro, pois correm risco de quebrar ou até mesmo de se perder! Sabe aquela cuba maravilhosa que custou um rim e meio? Você pode até compra-la com antecedência, mas a entrega da mesma deve ser feita só no finalzinho da obra.

Sabe aquele carregamento de centenas de metros cúbicos de areia que vai precisar pra argamassa, concreto e afins? Vai deixá-lo molhando na chuva ou atrapalhando a logística numa obra pequena? Não, né? Compre apenas o necessário para cada etapa da obra! Planeje tudo direitinho.

Em geral, o que você mais precisa entender é o ciclo de andamento da obra.

Entender que ela tem início, meio e fim é fundamental.

Listar todas as tarefas como se estivesse contando uma história é um excelente passo para o planejamento.

Para cada tarefa você gera uma lista de insumos a serem adquiridos, pessoas e/ou empresas a serem contratadas…

arm-1284248_1920

Lembre-se também que um bom planejamento deve ser escrito a lápis.

E para que isso?

Para que você possa apaga-lo e corrigi-lo sempre que necessário.

Isso é apenas uma metáfora, ok? Aliás, você pode sim usar papel e lápis, mas hoje, com a tecnologia, é bem mais interessante você utilizar programas de computador a seu favor.

Sobre ser escrito a lápis é porque tem uma frase que resume bem isso! Não sei de quem é, mas já ouvimos e usamos muito no mundo das obras:

 

“Nenhum plano sobrevive ao campo de batalhas”.

 

E isso é legal de estar claro para você pois vai te ajudar a lidar com os imprevistos.

Eles vão aparecer!

Se você já fez, viu ou participou de alguma obra sem imprevistos, certamente você é um caso que precisa ser estudado! Conta pra gente qual foi a mágica que a gente certamente vai adorar trazê-la para conhecimento de todos!

Senhoras e senhores: o Homo sortudus

Senhoras e senhores: o Homo sortudus

Para lidar com imprevistos, nada melhor do que ter um bom planejamento nas mãos! Quando você sabe os passos que precisam ser dados, você sabe quais precisam ser trocados, quais podem ser adiantados e quais podem ser adiados!

Um cronograma de obra pode ser feito de várias formas! Nós adoramos a boa e velha planilha no Excel! Mas existem softwares muito completos como o MS Project por exemplo, ou o Gantter (versão simplificada, on-line e gratuita do MS Project). O Trello também, se for adaptado de forma descritiva para cada obra, pode ser tanto uma ferramenta de mapeamento de etapas quanto de ajuste de cronograma!

O que eu quero dizer com isso é que você pode fazer da forma que for mais fácil para você, da maneira mais confortável e que você saiba lidar!

Mas o mais importante disso tudo é que esses documentos sejam feitos e que a ordem dos serviços esteja organizada de forma lógica e clara!

Nós do BORAnaOBRA preparamos para você um infográfico sobre a sequência dos serviços em uma obra!

Consideramos uma obra hipotética para te ajudar a organizar o raciocínio e aplicar para qualquer obra!

Para baixar  CLIQUE AQUI!

Em geral para adaptar a sua realidade basta você usá-lo como um check-list e analisar quais serviços existem e quais não existem na sua obra.

De todo modo, bastante atenção para os itens que são muito exclusivos de cada projeto. Cubas esculpidas ou com detalhes de acabamentos muito específicos, luminárias diferenciadas, rodapés embutidos, equipamentos que exijam cuidados especiais, revestimentos não convencionais… enfim, tudo o que não for comum no universo das obras deve ser analisado caso-a-caso.

Lembre-se de analisar também quais são os serviços que precisam ser encaixados em vários momentos durante a obra, como é o caso da pintura (dá uma olhada lá no infográfico que você vai entender melhor!).

Cabe a você identificar quais são as exclusividades desses itens, se consultar com os fornecedores e suportes técnicos das empresas e perguntar sempre que existir qualquer dúvida.

Não hesite em perguntar, ok? (Inclusive se tiver alguma dúvida que possamos te ajudar, manda um e-mail para contato@boranaobra.com.br)

Afinal, não queremos que você tenha qualquer tipo de prejuízo na obra!

Resumindo, para gerenciar bem uma obra, você precisa:

  • Ter projetos bem feitos e compatibilizados
  • Estudar a logística da obra de forma minuciosa
  • Aproveitar o suporte técnico dos fornecedores e parceiros
  • Ter um cronograma feito com base em prazos reais (e considerando uma margem de segurança)
  • Entender qual serviço deve vir antes de qual (e qual deve vir depois)
  • Se preparar para os imprevistos
  • Dominar a ansiedade
  • Começar! Mesmo que comece por uma obra pequena (aliás, recomendo!)

Conte conosco na sua jornada e #BORAnaOBRA!

Até o próximo conteúdo.

PS. Se você gostou desse artigo compartilhe com seus amigos e contribua para que cada dia mais Projetos e Obras sejam bem sucedidas, assim como os todos os profissionais envolvidos!

E os clientes também agradecem, pois terão obras melhores e sem dores de cabeça…

enfim, a causa é boa: é por um mundo melhor! rs 

Via

Artigos Relacionados

  • Dicas para a impermeabilização de piscinas

    Dicas para a impermeabilização de piscinas

    Na hora de construir ou reformar, a impermeabilização em piscinas de concreto é indispensável para impedir que as estruturas sejam danificadas pela umidade. O procedimento protege a piscina de desgastes, fissuras, trincas, fungos, corrosão, deterioração do concreto e descolamento de revestimentos.

  • Feiras de decoração agitam São Paulo

    Feiras de decoração agitam São Paulo

    As próximas semanas de agosto prometem muitas novidades para quem gosta de decoração. Além do Design Weekend, dos dias 15 a 18, quatro feiras importantes acontecem em São Paulo. A Paralela Gift terá, em sua 24ª edição, um dia especial com palestras e a presença do designer italiano Stefano Seletti, da grife Seletti. Ele contará a história da empresa e falará sobre sua nova linha Toilet Paper, que chega ao Brasil em dezembro.

  • Oito bibliotecas comunitárias que levam leitura aos espaços públicos

    Oito bibliotecas comunitárias que levam leitura aos espaços públicos

    Há algum tempo o ArchDaily mostrou seis casos bem sucedidos de bibliotecas comunitárias que tem conseguido aproximar os livros das pessoas em espaços públicos através da reutilização. Agora, mostram oito novos casos que seguem esse princípio e que cumpriram seu objetivo, dando a opção das pessoas de ler enquanto estão na rua, num parque ou até mesmo num ponto de ônibus.

  • Passo a Passo Para Financiar um Imóvel na CAIXA!

    Passo a Passo Para Financiar um Imóvel na CAIXA!

    Amigos, a Caixa tem uma animação com o passo a passo dos processos burocráticos para comprar um imóvel financiado. Mas como sempre, vai o nosso Macete 01: Primeiro entre no site da CAIXA e faça uma simulação do valor máximo de financiamento, prazo e prestação, dando o primeiro passo para a realização do sonho da sua casa própria.

  • Casa Com Iluminação Zenital

    Casa Com Iluminação Zenital

    Iluminação zenital é basicamente a luz que vem do alto em um a construção. Ou seja, significa uma abertura, normalmente de vidro, na cobertura da casa ou prédio.