BlogTop 10: as escadas mais inusitadas

 

Escada de arco-íris, Londres, 2009 No fim do arco-íris, há um playground. Na casa projetada pelo estúdio Ab Rogers Design, a escada de acrílico une os três andares da casa e, ainda, cria um divertido eixo vertical com o espectro das cores.

 

Escada de metal, Nova York, 2006 O arquiteto Thomas Heatherwick usou tiras contínuas de aço laminado para montar a escadaria de uma loja de departamento em Nova York. Como o estabelecimento não fica no mesmo nível da rua, o desenho fluido e o material brilhante ajudam a atrair a atenção das pessoas para as compras.

 

Escada flutuante, Paris, 2010 Flertando entre o design e a arte, o estúdio francês Ecole fez uma escada flutuante ao minimizar a estrutura do objeto: sem corrimão nem base, os degraus foram pregados diretamente na parede.

 

Escada-escultura, Saint Herblain, França, 2010 A equipe do Tétrarc Architects pintou o galpão envidraçado todo de branco para valorizar as formas da escultura, que une os andares da faculdade de artes de Saint Herblain.

 

Escada de pedra, Guatapé, Colômbia Não é preciso levar equipamento especial para escalar a Piedra del Peñol, na Colômbia ? basta ter fôlego. Mas, depois de subir cerca de 650 degraus, a vista  panorâmica a 200 m do chão é a melhor recompensa.

Escada porosa, Nova York, 2007 Para iluminar os seis andares do prédio da faculdade de filosofia de NY, construído em 1890, Steven Holl colocou uma película nas janelas de vidro que reflete um prisma de cor envolvido pela porosidade da escada branca.

Escada de fita, Praga, 2001 Uma lâmina de metal molda a delicada escada de uma casa em Praga, na República Tcheca. Com desenho do escritório HSH, os ângulos oblíquos da escada permitem a distribuição do peso nos degraus brancos e pretos que formam a tira rígida de 10 mm de espessura.

Escada-biblioteca, Londres, 2005 Os ingleses do Levitate Architects conseguiram uma solução engenhosa para construir uma bilbioteca  sem perder um cômodo de uma casa antiga em Londres, na Inglaterra. Eles fizeram uma nova escada de acesso para o sótão e a forraram com os livros da família ? é só fechar a porta para a escada virar uma silenciosa sala de leitura.


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tobogã, Londres, 2004 À primeira vista, a escada de uma moderna casa em Londres, na Inglaterra, não impressiona nada ? parece até mais apertada. Mas é só as crianças chegarem para ver que o projeto de Michaelis Boyd não é nada comum: tobogã e degraus dividem o mesmo espaço.

Escada aberta, Lauzane, Suíça O trabalho do Architects of Invention na sede do Comitê Olímpico Internacional ? COI, na Suíça, criou uma escada que respeita o movimento e a dinâmica dos Jogos Olímpicos.

 

Fonte: Casa Vogue

Artigos Relacionados

  • Francisco Brennand exibe flora e fauna fantásticas em mostra no Museu Afro Brasil

    Francisco Brennand exibe flora e fauna fantásticas em mostra no Museu Afro Brasil

    Francisco Brennand extrai da terra o barro de suas esculturas para falar dessa mesma terra. São frutos estranhos, bichos híbridos e seres mitológicos de barro cozido petrificados pelo fogo, virando cerâmica num zoológico vertiginoso de formas.

  • Baterista do Pink Floyd recebe Prêmio Honorífico de Arquitetura

    Baterista do Pink Floyd recebe Prêmio Honorífico de Arquitetura

    Talvez, poucos de vocês saibam que os membros do Pink Floyd se conheceram como estudantes de arquitetura. Então, Nick Mason, Roger Waters e Richard Wright tiveram como sala de ensaio os corredores da Regent Street Polytechnic, agora na Universidade de Westminster, em Londres.

  • Tipos de Lâmpadas

    Tipos de Lâmpadas

    Este texto é um guia que apresenta diferentes modelos de lâmpadas existentes no mercado. Quer saber mais sobre um determinado tipo de lâmpada? Visite os demais artigo relacionados e conheça dicas de lâmpadas, luminárias e decoração.

  • Construir: Quais Profissionais Contratar?

    Construir: Quais Profissionais Contratar?

    Normalmente o arquiteto é o responsável pelo projeto, o engenheiro civil pela responsabilidade técnica e o empreiteiro pela execução. Esta divisão ocorre em função do foco dado pelos profissionais, pois o arquiteto geralmente prefere dedicar-se ao projeto e deixar a etapa de fiscalização da obra nas mãos do engenheiro.

  • Reforma? Aposte no planejamento

    Reforma? Aposte no planejamento

    Geralmente, reformar a casa é sinônimo de dor de cabeça, para muitas pessoas. Mas, acredite ou não, é possível realizar os reparos em uma obra com o mínimo de aborrecimentos e preocupações. Para tanto, é preciso muito planejamento e paciência, principalmente em relação aos profissionais a serem contratados para os serviços no imóvel e aos materiais utilizados na obra.